segunda-feira, 25 de julho de 2016

Catarinas por um jornalismo com perspectiva de gênero

Foto: Dieine Andrade
Um portal de notícias voltado à abordagem de gênero, feminismos e direitos humanos está prestes a ser lançado em Santa Catarina. Financiado coletivamente na plataforma Catarse, Catarinas entra na rede a partir do dia 28 de julho, uma quinta-feira, quando será oficialmente ​​apresentado ao público na Fundação Cultural Badesc, no centro de Florianópolis/SC. Acesse o evento.

Cobertura do ato "Por todas Elas"
O evento começa às 19h e tem como atrações as cantoras Dandara Manoela e Renata Swoboda, que fazem uma apresentação de voz e violão​;​ o Coletivo Nega - Negras Experimentações Grupo de Artes, com intervenções artísticas do espetáculo Preta-à-Porte​r, a DJ Alexandra Peixoto e exposição digital das obras da artista plástica Pati Peccin​. ​Na oportunidade, a cantora Renata Swoboda vai lançar uma música inédita com letra da escritora Clara Baccarin.

A história de Catarinas, projeto para a criação de portal de jornalismo especializado, começou a ser escrita nas atividades do “Março é Delas”, alusivas à luta histórica das mulheres por direitos, com o lançamento em 8 de março da campanha de financiamento coletivo.

Ato Março é Delas 
Foram 40 dias de campanha com o envolvimento de mais de 160 pessoas que apoiaram o projeto no Catarse e tantas outras contribuíram com sua arte, trabalho e mobilização em rede. O destaque ficou por conta do apoio de artistxs plásticxs e fotógrafxs, por meio da doação de obras, ampliando a mobilização e, consequentemente a arrecadação, com a ação “Leilão virtual Catarinas”. A arrecadação de R$ 16.985 gerou renda direta e indiretamente para cerca de 20 pessoas.

Desde a criação da página na rede social e publicação do blog somosmuitas.blogspot, Catarinas vem atuando com curadoria de informações, produção de conteúdo regional e observatório dos debates públicos sobre o tema, como se propôs no projeto inicial. Agora com o portal, a atividade toma outra dimensão. Trata-se de uma iniciativa inédita que desponta Santa Catarina no jornalismo especializado nessas temáticas. 

Segundo a jornalista Paula Guimarães, a receptividade imediata ao projeto mostra a força da demanda social por um jornalismo que promova a reflexão sobre os papéis de gênero, construídos de modo a subjugar as mulheres e o feminino. “O feminismo traz a perspectiva dos direitos humanos em várias dimensões, desnudando as camadas de opressão, social, étnica e de gênero. É uma especialidade que confronta a cadeia de privilégios daqueles que mantém a lógica patriarcal e capitalista”, afirma a jornalista.

Noite Cultural Catarinas 
A jornalista Clarissa Peixoto defende que todo jornalismo responsável deveria se pautar pela perspectiva de gênero, o que não significa comprometer a isenção e a "imparcialidade", mesmo que essa última seja objeto de controvérsias. “Catarinas faz jornalismo com perspectiva de gênero para trazer à tona temas e personagens sociais invisibilizados pelo pensamento hegemônico, presente na mídia tradicional. Buscamos o contraditório ao que chega às casas das pessoas cotidianamente”, pontua. 

​​Também integram a equipe do portal as jornalistas Ana ​Claudia ​Araujo e a estudante de Ciências Sociais, Kelly Vieira. O conselho editorial é composto por mulheres de campos de atuação diversos: Clair Castilhos, do​s debates pelos​ direitos sexuais e reprodutivos​; Cristiane Mare da Silva​, do movimento de mulheres negras; Guilhermina Ayres, da pauta LBGT; Lilian Rossi, do Programa Nacional de DST e AIDS do Ministério da Saúde; e a antropóloga Mônica Siqueira. A mídia digital conta ainda com colunistas como Carla Salasário Ayres, doutoranda em Ciência Política, e Monique Prada da Central Única das Trabalhadoras e Trabalhadores do Sexo (Cuts).

9 comentários:

  1. Parabéns, meninas! O lançamento foi um arraso!
    beijoca

    ResponderExcluir
  2. Meninas ousadas, Catarinas - sucesso total.

    ResponderExcluir
  3. Vida longa e próspera! Se possível não deixem de fora da questão de gênero a feminização da velhice.

    ResponderExcluir
  4. Acado de ver!!! Parabéns!!! Ana, orgulho de vc! Bjs

    ResponderExcluir
  5. parabéns mulheradas por essa iniciativa.
    sou cartunista tem como fazer uma parceria?

    ResponderExcluir
  6. https://www.youtube.com/watch?v=dz4rsDHx65o&t=39s
    "E a Macaca Catarina Morreu todo mundo chorou menos eu "
    Poesia de Décio Bittencourt, referente a Macaca do Zoo do Rio de Janeiro em 1955.
    Grato pela atenção.

    ResponderExcluir